quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Chiney entrevista os missionários João e Lucimar



COMO FOI SUA INFÂNCIA E  QUAL SUA BRINCADEIRA PREFERIDA?
Lucimar- minha infância foi boa, saudável, gostava de brincar de boneca, casinha, eu era uma criança alegre.
JOÃO- era irmão mais novo e não brincava com meus irmãos, sempre brinquei sozinho e adorava jogo de botão, participava de campeonatos, infância normal e tranquila.

VOCÊ TEM ALGUM APELIDO?
Lucimar- Simar
JOÃO-  quatro olhos porque eu usava óculos.
 
COM QUE IDADE VOCÊ ACEITOU A JESUS E COMO FOI?
Lucimar- quando eu era criança eu já falava com Jesus, já orava e tinha uma aproximação e fui crescendo e conhecendo mais ainda.
JOÃO- Fui visitar meu pai e ele estava pastoreando uma igreja e me chamaram para participar do jogo de futebol e depois íamos para Igreja, então com 17 anos aceitei a Jesus e me batizei.

COMO FOI SEU CHAMADO PARA SER MISSIONÁRIO?
Lucimar- tive uma experiência com Deus quando tinha 13 anos, eu vi uma moça falando em línguas e eu pedi a Deus que eu também pudesse falar e ser batizada, e fui e foi muito bom, continuei buscando e crescendo na Igreja, fazendo a obra, indo para o evangelismo, fiz ITQ, tinha muito amor pelas almas, casei e um dia Deus falou comigo: VOCE VAI PARA O JAPAO. Eu levei um susto porque nunca imaginei sair do Brasil e ainda mais para o Japão um lugar tão diferente de minha cultura, uma língua diferente e tão distante. Mas Deus foi providenciando tudo e trabalho em nossas vidas minha e do meu marido e então fomos e obedecemos ao chamado de Jesus.
JOÃO- comecei a ver meu pai pastoreando e também me deu um desejo de servir a Deus, comecei a buscar, a estudar, eu tinha desejos de servir a marinha ou de ser jogador de futebol, mas eu tinha problemas visuais e não me aceitariam, meus pais eram separados e eu passei um tempo na Bahia com meu pai, lá que houve um despertar por missões, foi lá que conheci minha esposa e casamos. Deus chamou a Lucimar primeiro para missões e depois eu fui chamado. E estamos no Japão servindo a Deus.

EXISTEM CRIANÇAS SALVAS NO JAPÃO?
Sim. Ainda não é uma grande quantidade, por se trata de um país muito difícil para aceitar o Evangelho de Deus.

COMO É O LUGAR QUE VOCÊ MORA?
Já moramos em alguns lugares do Japão, mas as casas e prédios não são grandes, mais são bonitas e modernas a depender da localização, tem cidades que possuem vários arrozais e as casas ficam distantes umas das outras.

É BOM SER MISSIONÁRIO? O QUE VOCÊ MAIS GOSTA? O QUE É MAIS DIFÍCIL EM SER MISSIONÁRIO?
Nós amamos ser missionários, amamos ganhar pessoas para Jesus, nos sacrificamos e investimos nosso tempo e vida para isso. Temos algumas dificuldades, porque os japoneses são desconfiados e não são tão receptivos, mas depois que conseguimos fazer amizades eles são amigos de verdade, e gostam quando nos ouve falando na língua deles, eles acham bonito em ver nosso esforço em aprender a língua, cultura e costumes deles. Temos saudades do Brasil, do povo brasileiro, da Igreja, da comida.

VOCÊ TEM FILHOS?
Sim, uma filha.

COMO VIVEM AS CRIANÇAS DO JAPÃO?
As crianças do Japão vão para escola sozinhas, com uns quatro anos de idade, são estimuladas a serem independentes e são monitoradas por pais que fazem escalas, para observarem as crianças, ajudarem a atravessar as ruas. Elas precisam de Jesus. O país é livre, mas temos que pedi autorização para tudo.

CONTE ALGUMAS CURIOSIDADES DESSE PAÍS?
A comida, o tempero, a forma de comer, de falar é tudo diferente e às vezes esquisito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário